Questo sito usa cookie per fornirti un'esperienza migliore. Proseguendo la navigazione accetti l'utilizzo dei cookie da parte nostra OK
iic_riodejaneiro

Reza: Il Canto di Ana Amorim

Data:

06/02/2014


Reza: Il Canto di Ana Amorim

Ana Amorim, Marcelo Menezes, Franklin da Flauta e Paulino Dias

Rezar e cantar como um só ato. Reza transformada em canto. Canto que vira reza. Anna Amorim escolheu esse caminho para conceber Reza. Um caminho que na MPB sempre teve muitas vozes. Vozes que dialogam e se misturam com o sublime e com o cotidiano, que privilegiam a devoção à arte de cantar. Na coletânea que Ana nos apresenta se destacam algumas canções emblemáticas da MPB como Sei lá Mangueira e Feitio de Oração. Essas duas canções trazem a marca da eternidade, que, se na canção de Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho a vida se ilumina na visão poética do morro, na música de Noel e Vadico o samba se faz de um modo sublime de cantar. E é por essa via que a MPB sobe ao lugar mais alto. Caymmi é representado no show por Promessa de pescador, uma das vozes mais sagradas da MPB. Pode se contar e cantar uma história das religiões afro-brasileiras só com a voz e as composições do grande cantor e compositor Baiano. No significativo painel que vai se formando em Reza, aparece também Timoneiro, de Paulinho e Hermínio, que evoca o mar no seu aspecto mítico, interno e misterioso. Em Nanã, de Ronaldo Mota, o canto é uma prece, onde se percebe o lento e sagrado caminhar da Grande Mãe. Minha festa de Nelson Cavaquinho traz o amor como força transformadora, numa melodia que expressa calma e melancolia. De uma forma brincante a voz de Ana passeia por Pisei num despacho de Geraldo Pereira e Pra que discutir com madame de Janet de Almeida e Haroldo Barbosa. Assim a graça ancora no espaço do lúdico, via voz de Ana Amorim, que nos oferece essa Reza. Ana Amorim Ana Amorim estudou canto com Ivone Zita e Semita Valenka professoras da UFRJ, Silas Sias, Ronald Vale, Beth Albano e atualmente a cantora Lucina é sua preparadora vocal. Participou de inúmeros projetos de música vocal no Brasil e no exterior, incluindo vários países da Europa. Apresentou-se em festivais internacionais, tais como Festival de Musica de Cantonigrós (Espanha); Llangollen Eistedfodd (País de Gales/Reino Unido); Miltenberg (Alemanha); além de teatros e salas de concerto como a Sala Cecilia Meireles, Teatro Municipal, Canecão, Bar do Tom e Espaço Finep. Nos últimos anos tem se dedicado à pesquisa de musica brasileira. Participou recentemente das homenagens aos poetas Salgado Maranhão e Ferreira Gullar, no belo espetáculo “Elas cantam Gullar”, com a participação de vários artistas.

Informazioni

Data: Gio 6 Feb 2014

Ingresso : Libero


708